quarta-feira, 28 de janeiro de 2015

Sobre eliminar sofrimentos voluntários e ser feliz.


Quero começar esse post dizendo que senti falta de postar aqui. Eu sei, o Vou de Floral passou um grande tempo sem a minha presença mas acreditem isso só tornou ele melhor, e to falando isso porque sou uma viajante do tempo e já sei o que vai acontecer no futuro. Mentira.

A alguns dias tomei uma decisão que vai mudar a minha vida/rotina nos próximos tempos. A verdade é que eu nunca me dei bem com horários, costumo até dizer que nasci atrasada e que todos os meus atrasos são decorrentes daquele. Por outro lado, eu sempre me dei bem com o tempo. Ele sempre trouxe o certo na hora certa.
Resolvi contar isso aqui pra chegar em um terceiro ponto desse texto, a obrigação que as pessoas tem em fazer algo que não gostam para que o bônus (no fim do dia, do mês, da vida) seja merecido. Quem foi o cara fora desse mundo que definiu que temos que fazer algo chato para merecer o legal da vida?
Eu sempre fui vista como lunática em relação a isso porque eu não acredito no sofrimento. Ta, eu sei que ele existe e sei que ele está na vida de algumas pessoas, mas to falando naquele sofrimento voluntário. Isso porque ouvi de 3 pessoas diferentes esses dias:
- Espero que você arranje um emprego em que você realmente tenha que chegar no horário, vai ser bom pra você.

E desde quando é bom pra alguém fazer algo que não gosta? "Ah então, espero que você sofra mas é pro seu bem."
Essa ideia equivocada que implantaram na cabeça das pessoas me da nos nervos. Onde já se viu você aceitar fazer algo que não gosta só porque isso é reconhecido como certo?
Se vocês querem saber, as pessoas mais bem sucedidas que eu conheço não são as que fazem tudo igual aos outros. Elas acordam tarde, postam foto de biquini com as gordurinhas aparecendo, estudam o que gostam, não trabalham, largaram tudo pra morar na praia...
Esse clichê aparentemente moderno de que você só é merecedor da felicidade se sofrer por ela é mais velho do que aquela ideia da sua avó de que você só pode usar saia longa ou que homem só pode ter cabelo curto. Ou seja, antigo.
E acredite, eu nunca vou te desejar nada que você não goste, muito menos com a desculpa de que isso é bom pra você. Porque não é! Pense no que você realmente quer da vida e elimine os sofrimentos desnecessários que te falaram que eram certos. Eu tenho certeza que a felicidade está ai do seu lado.

terça-feira, 5 de agosto de 2014

Beauty: Batom Hot Pink - Love&Beauty da Forever21

Hoje resolvi mostrar pra vocês o meu batom queridinho do momento, o Hot Pink da linha Love&Beauty da Forever21. A mais ou menos uns dois meses minha chefe foi pra Miami e trouxe alguns makes que eu e as meninas pedimos (tenho alguns M.A.Cs pra resenhar ainda hahaha) e de presente trouxe alguns makes dessa linha Love&Beauty da Forever. No começo tava tão alucinada com os meus batons que escolhi o rosa, porque é uma cor que eu não tinha pedido... Eis que estou usando muito mais esse do que as outras cores, porque apesar de ser um rosa bem forte - quase neon - ele da um up pra qualquer make básica.
A linha de makes da Forever tem vários itens legais por preços bem amigos, cores lindas e texturas diferentes. Os esmaltes então, são lieeeendos de morrer!
O mais legal de tudo é que a linha é CrueltyFree, ou seja, não maltrata e nem faz nenhum tipo de teste em animais. Essa foi a coisa que mais me chamou atenção na embalagem dos produtos, é muito legal saber que mesmo makes de marcas "menores" nesse seguimento pensam no bem estar de todos.

A embalagem dourada é muito luxo, me sinto a ryca tirando ele da bolsa hahaha. Essa cor é linda, da pra fazer um rosa super forte como usar mais discreto passando pouco produto nos lábios. Além disso, a duração é ótima, fica mais ou menos umas 4 horas perfeitamente, e se retocar então...
O acabamento é matte do jeito que eu mais gosto, não muito seco. Fica sem brilho mas não desidrata os lábios, me lembrou um pouco os batons matte da linha Intense de O Boticário. 

Tentei tirar algumas fotos pra mostrar como um make básico (só com sombra prata e rímel) fica lindo com um batom assim. Relevem a unha e meu cabelo, esse é o meu jeitinho hahahah.

É uma pena que a linha de makes da Forever ainda não chegou nas lojas da marca no Brasil, e não tem previsão de chegada :( Isso porque a entrada de produtos de beleza no Br não é assim tão fácil, então vamos esperar... Quem for pra gringa, vale muito a pena trazer os batons dessa linha, tem cores lindas e um preço bem lindo também. Além disso, minhas amigas disseram que o batom líquido matte também é ótimo, mas não peguei desse pra resenhar.
Tenho mais um rímel e um trio de blush/iluminador/bronzer pra mostrar pra vocês, qual vocês querem ver primeiro? Gostaram desse tipo de post?
Beijos!

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Sobre estar completo e abrir os olhos...


Trrrim, trrrim, trrrim fazia o despertador naquela tarde de sábado. Sem abrir os olhos ambos navegaram em pensamentos sobre suas características marcantes e tudo o que aconteceu na noite anterior. Uma garrafa de vinho, cigarros, uma avenida, um beijo do nada.
André, olhos claros, barba por fazer. Bermudas, tênis, bonés. Jornalismo, Califórnia, Red Hot. Romântico escondido, maloqueiro tachado, as vezes perdido.
Luiza, pele morena, cabelo alisado. Legging, Havainas, toucas. Moda, Londres, The Kooks. Insegura, leve, as vezes encontrada... Por ele.
André só conseguia pensar na respiração de Luiza ao seu lado. Embalado na estranha sensação de não estar sozinho, começou a repassar mentalmente todas as lembranças de alguém que está ali. Amava quando ela rodopiava na calçada como se ninguém pudesse parar o ciclo da sua existência. Sentia tudo mais leve ao encontrar os pés quentes embaixo do cobertor mesmo sabendo que a leveza estava em outra extremidade do seu corpo. Sabia então que estava completo como não se sentia a muito tempo...
Já Luiza, tentava lembrar do dia em que se conheceram, a quatro meses, quando viu André descer a Augusta de madrugada com seu skate e os fones. Lembrou da sensação de liberdade que aquilo lhe passou, soube naquele momento que se apaixonaria pelo "barba por fazer". Encontrou verdade nos olhos daquele cara tão moleque que foge um pouco de grandes responsabilidades mas equilibra a sua mania de estar em dia com tudo. Teve a sensação de que nada faltava, e nada faltava.
Depois daquele dia se passaram 2 meses até a mensagem que Luiza recebeu na tarde anterior. Esperava por ela, sabia que um dia viria, deu tempo ao tempo. Entendia os problema de André, sabia que o mundo não girava em volta de si e tentou seguir a vida todos os dias lembrando de um único dia, até o momento em que ele sentiria falta de se sentir completo porque sabia que somente juntos se sentiriam assim.
"Você pode me encontrar mais tarde?"
Tentaram guardar por todo esse tempo o que sentiam, só não conseguiram guardar o sorriso que saiu despreparado depois daquele encontro não programado.
E depois de todos esses pensamentos rápidos, juntos, desenfreados, resolveram que era hora de abrir os olhos.
Um para o outro.