segunda-feira, 18 de maio de 2015

O blush do inverno 2015.


Vocês estão sabendo desse babado? Uma das tendências pra esse inverno 2015 é o rosa blush, a cor que combina perfeitamente como ponto de luz em looks PB, cinza e com a cor do ano, marsala...
Confesso que estranhei um pouco quando vi os looks nas revistas, achei um pouco rosa demais... Mas acontece que existe uma feminilidade que somente esse tom consegue dar ao look. Ele pode ser pesado, com peças fechadas ou simplesmente um jeans com suéter branco que uma peça de frio rosa blush vai deixar ele muito mais delicado e ao mesmo tempo glamouroso.

Você pode apostar nos casacos que são a peça-chave dessa tendência, ficam lindos tanto com a combinação de calça e camisa PB como com saias e croppeds para o look de noite. Combinar essa peça com os acessórios pretos como chapéus, bolsas e cachecóis podem deixar o visual mais elegante, e caso você prefira uma combinação fashion-rocker, pode combinar com acessórios com tachas e spikes.
Agora, se você quer mesmo fazer a fashionista e apostar 100% na tendência, combine o rosa blush com o cinza mescla. Essa combinação é puro amor e a preferida das ruas <3 Leggings, croppeds larguinhas e tricôs fazem o look despojado e diferente.

Você pode também combinar acessórios rosa blush com looks de uma cor só. Combine peças da mesma cor e básicas, deixe o brilho por conta do rosa e acessórios em tons de prata que ornam muito bem com esse tom.

Bom, e se ainda assim você não se convenceu que o rosa blush pode ser para você, aqui vão 2 alternativas lindas... A primeira é um cachecol bem quentinho e gostoso que vai com todas as cores sóbrias de casaco e além de esquentar vai te proteger do frio. A segunda é para quem é ainda mais discreta: aposte em batons e esmaltes desse tom. Meus favoritos são o batom Please Me da MAC e o esmalte Leme da Impala <3

Espero que vocês tenham gostado das dicas e contem ai, quem também ama rosa blush? Confesso que aprendi a amar de tanto pesquisar e to pensando em montar um look pra postar aqui no blog, o que acham?

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Nos caminhos de São Paulo.


Eram 12h20 de uma manhã sem sol nem piedade. Acordei cedo e a essa hora eu já tinha passado pela zona leste, zona sul, centro... Essa cidade é longa demais. "Passado" no sentido literal da palavra, de um lado pro outro, de um túnel pro outro, por baixo da terra, dos prédios, dos lares, das lojas, dos cafés e de milhares, talvez milhões de pés que como eu estavam mais um dia, descobrindo algo novo por aqui.
Não que eu tenha feito algo novo de verdade. Desviar das árvores da avenida em que eu moro, pegar um ônibus onde o motorista me olha assustado por eu simplesmente dizer obrigado. Abre farol, fecha farol, abre farol, "acorda moça!" geralmente dizem quando eu ando devagar olhando para os carros e os prédios. Passa o bilhete, passa a catraca, o tempo também passa. Mal saí de casa mas já fazem 45 minutos!
Subindo as escadas eu acabo saindo em um lugar totalmente diferente do que eu estava no começo do dia. Dessa vez eu tenho que desviar das pessoas que esperam o farol mais uma vez abrir para chegar aos seus destinos. As árvores acabaram? Talvez essa seja a loucura de habitar essa cidade, e talvez seja a falta de habilidade para lidar com a mudança repentina que faz 80% da população se encontrar no diagnóstico "estressado".
Aqui tem verde, tem azul, amarelo, rosa e muito, mas muito cinza. Passar por aqui é quase não perceber as outras cores diante dos infinitos tons de cinza que fazem este lugar. Acontece que as cores estão por dentro...
Somos tão grandes que não dá pra olhar de fora e ver esses detalhes. Talvez São Paulo seja como alguém que está ali, vivendo cada dia na mesma rotina, hora bonita, hora maluca. Ela não dorme e vive com olheiras por causa disso, ela trabalha demais e usa aquelas 19h da sexta-feira como o refúgio pra se libertar um pouco. As vezes ela esquece de acender algumas luzes mas acredite, não tem nada mais bonito do que admirar as luzes dela. E você tem que adentrar o tal casaco cinza pra descobrir que nos seus caminhos ela guarda as suas cores, seus grafites, suas músicas, seus contos.
Nas escadarias do Sumaré, nos barzinhos da Vila Madalena, nos corredores de Santo Amaro, nos shoppings do Tatuapé. Nas lojas da Oscar Freire, nos skates da Roosevelt, nas baladas da Augusta, na feira da Benedito. Na arquitetura da Luz, nos cabos da Ponte Estaiada, nas curvas do Memorial da América Latina, no vão do Masp.
E nos outros mil destinos que você pode encontrar em um lugar só. Em uma semana só. Em um dia só.
Foi ai que percebi que viver aqui é a grande loucura de quem não quer que a vida seja uma coisa só. E descobri algo novo, de novo.

domingo, 10 de maio de 2015

VDFWEEK #2/mai15 - Ensaios de moda, dia das mães e escritórios de conteúdo.

Eita semaninha parada né gente? Troquei o dia pela noite e tive que dormir no máximo 5horas por dia pra conseguir fazer algo que preste, e na verdade não fiz nada. Esse texto por exemplo ta na minha lista de afazeres desde o começo da semana e eu aqui, passei noites enrolando e esperando a inspiração vir. Esse negócio de escrever é louco né? As vezes um bloqueio me pega e eu passo uns dois ou três dias pra me recuperar e conseguir postar algo bom aqui.

Por outro lado esse lance de ficar em casa tem aguçado ainda mais a minha criatividade. Comecei a semana com uma vontade louca de fotografar um ensaio de moda, do jeitinho que eu gosto na fotografia e na produção. Quando você passa muito tempo trabalhando pra uma empresa, o seu universo particular na hora de produzir o que gosta acaba ficando um pouco de lado. É produção pra público alvo, modelo que usa manequim x, fotos vendáveis... Não que isso seja ruim, te dá uma puta bagagem. Mas não tem coisa mais gostosa do que chegar em casa e descarregar aquele ensaio que você produziu e colocou sua alma, gosto e conceito naquilo.
Fotografei meu amigo Glauco Suppi (maravilhoso) lá no Memorial da América Latina e fiz um ensaio minimalista, misturando as linhas da arquitetura com a moda all black. Logo logo vai ter post aqui no blog e acreditem, muitos ensaios virão!

Falando das melhores coisas do mundo, como esquecer que é hoje - como já dizia nossa amiga Lud - o dia das mães! Essas maravilhosas que nos aguentam por muito mais do que 9 meses na barriga, mas por uma vida inteira no coração. (aaaaaaw que lindoooo)
Mas falando sério agora, o melhor dia do ano pra valorizar tudo o que elas fazem por nós é hoje, não é mesmo? Fico muito feliz de saber que minha mãe é também minha amiga, minha companheira e principal leitora desse blog então mamis, te amo <3

Essa semana comecei a ver várias matérias e vídeos no youtube sobre escritórios legais no mundo e cada dia mais da vontade de largar tudo aqui no Br e ir viver na gringa pra trabalhar em escritórios de conteúdo né? Ontem assisti um vídeo da Bruna Vieira no escritório da StyleHaul em LA e gente que coisa mais linda né. Vou deixar o link do vídeo aqui embaixo pra vocês :D
Aliás, to pensando em mudar da moda pro jornalismo ou conteúdo digital, não sei ainda... Só sei que to começando a achar que é mais fácil fazer faculdade quando você não sabe o que quer do que quando você quer muitas coisas!

O que ouvi:


O que li:

"O mundo está ficando todo igual, vá a caça!" por Felipe Pacheco no Pequenos Monstros + "Hoje to querendo ser tudo que eu quiser." por Frederico Elboni no Entenda os Homens + "Quando foi que a internet virou essa grande dor de estômago?" por Bia Granja no YouPix

O que vi:


Streetstyle:

Making-Off do ensaio que citei lá em cima com o @glasuppi. (foto por @lemelim) + Tirei as botinhas do armário pra curtir o friozinho de SP. Essa é da @disantinni, a saia e a blusa são da @forever21. + Siga o @voudefloral no IG pra ver todas as fotos de streetstyle do blog <3

No meu insta: 

Foto linda e profissa com a melhor amiga no Memorial da América Latina + Finalmente conheci a passagem subterrânea da Rua Consolação e aproveitei pra tirar foto no fundo diver + Almoço gordinho com o @eduardopignata no The Fifties com direito a compras e fofoca em dia + Me segue lá no insta, é @mascaquetti ;)