Image Map

sexta-feira, 31 de julho de 2015

#plussize: Gorda e Saudável.


No começo dessa semana quando vi um post no site da Ju Romano (<3) sobre o projeto fotográfico da fotógrafa Mariana Godoy pensei "caraca que post maravilhoso de se ler/ver". Além de as fotos serem lindas, o fato de um ensaio sensual com mulheres gordas me traz diversas sensações.
A primeira é de felicidade ao ver que alguém conseguiu fazer com que essas mulheres aceitassem fazer fotos lindas e poderosas - falo isso porque esses dias olhando minhas fotos de referências e inspiração no weheartit pensei como é difícil achar fotos legais de meninas gordas, principalmente de referências de moda. Não sei se isso se dá pelo fato de o "padrão estético ideal" ser muito mais vendável, ou se é porque elas ainda não se sentem seguras pra expor seu corpo/estilo nas fotografias.
A segunda é de reconhecer meu corpo naquelas fotografias. Já falei aqui no blog que sou gorda sim e que também tenho meus problemas pra aceitar o meu corpo como é mas já deixei a muito tempo de me esconder, afinal, me esconder não me torna mais magra, nem mais aceita e muito mas muito menos mais feliz.

Alguns dias depois vi que o Catraca Livre publicou uma matéria sobre o projeto, depois o G1 e por ai foi. Fiquei mega feliz de ver os veículos de mídia mostrando que existem sim corpos reais e gente se dedicando a mostrar beleza além do padrão. Tava mega feliz, até ler os comentários nas publicações.
Em uma das fotos do projeto, uma modelo tem escrito no corpo a frase "gorda e saudável" e foi ai que a galera preconceituosa com a cabecinha fechada se pegou pra comentar coisas escrotas e sem cabimento. Os argumentos eram de que pessoas gordas não podem ser saudáveis, que ser gordo já é doença, que estão tentando forçar a aceitação de um corpo que não é saudável (oi?).
Cara, o que dizer?

Eu sou a prova viva de que isso não é verdade. Eu e muitas outras pessoas que levam sua vida de forma saudável sim e que são gordas. Aliás, o que é não ser saudável pra você? Essa obsessão pelo corpo "fitness/perfeito" muitas vezes passa do limite da saúde com informações fora do contexto e dietas nada balanceadas pra que você perca suas gordurinhas de forma mais rápida. E tem muitas pessoas caindo nelas... Quem está menos saudável agora?
Desde pequena aprendi a comer direito. Amo uma salada, troco qualquer refrigerante por um chá bem gelado, passo mais de seis meses sem colocar um salgadinho na boca. Não porque me obrigo a ser saudável, e sim porque é a forma que gosto de me alimentar... São as coisas que gosto de comer, pelo gosto mesmo.
Eu cresci gorda, eu sou a mais gordenha do grupo mas acreditem caros amigos, eu sou uma das mais saudáveis também. É muito difícil uma gripe me derrubar, o meu check-up diz que todos os meus exames estão em ordem a muitos anos. Eu estou apta a praticar exercícios, a correr e a passar 3 horas na academia me exercitando sem problema nenhum. Ou seja, segundo todos os médicos, eu sou saudável pra caralho.
E estou me usando de exemplo aqui porque é muito mais fácil falar de mim, mas conheço muitas outras pessoas gordas que também são. É uma questão de hábitos e não de tamanho.

O problema todo é que a imagem da pessoa gorda ainda está ligada a imagem do monte de comida não saudável e falta de exercício. Eu não preciso praticar musculação pra me exercitar, assim como não preciso me encher de fast-food pra ser mais gorda que as minhas amigas.
Eu espero ansiosamente o dia em que as pessoas vão entender isso.

E pra quem não conhece o projeto Empoderarte-me da Mariana, vale muito a pena ver as fotos! São todas lindas e com um olhar muito particular sobre o corpo das meninas. Me contem qual sua foto favorita!
E viva o mundo sem padrões. Beijos!

9 comentários:

  1. Total me identifiquei com o seu relato Magah. As pessoas, em sua maioria não conseguem associar a imagem de uma gordinha/o com um pessoa saudável, mas ainda bem que esses estigmas estão caindo por terra.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Moni, tudo bem?
      Também acho, é até um alívio que esse assunto esteja sendo mais comentado agora para que nós possamos mostrar que esse preconceito com as gordinhas está totalmente fora de época.
      Fico feliz que tenha se identificado!
      Volte sempre :D

      Beijos

      Excluir
  2. Sou gordinha desde os 6/7 anos. Sofri bullying por boa parte do início da minha adolescência. Fiquei mal por um bom tempo, me achando a errada do grupo, mas aí percebi que ninguém pode me julgar pelo corpo, descobri que sou feliz assim e to muito bem obrigada. Já até tive anemia, uma época tava com colesterol alto, mas hoje tá tudo zerado. A família da minha mãe tem histórico de hipertensão e infarto, a do meu pai tem diabetes, fiz os testes e tudo normal. Enquanto uma prima minha que parece ser mais magra que Gisele tá com diabetes. A questão é que pra o mundo inteiro é muito mais fácil apontar pro outro do que ver o eu.

    Beijos, Sel | Quinta Gaveta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sel! É, comigo é assim também, sou gordinha desde sempre e também tenho históricos de algumas doenças na família mas faço meus exames e ta sempre tudo certo. Temos que quebrar essa imagem das gordinhas sem saúde!
      Beijos <3

      Excluir
  3. Gostei bastante do texto!

    http://atualidadesbyclaudia.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz Cláudia, vou dar uma passadinha no seu blog depois!
      Volte sempre.
      Beijos!

      Excluir
    2. Fico muito feliz Cláudia, vou dar uma passadinha no seu blog depois!
      Volte sempre.
      Beijos!

      Excluir